Em adendo ao relatório da CPI, Eduardo Braga pede indiciamento do governador do Amazonas

Views:
2

Em um adendo protocolado na CPI da Covid para o relatório final da comissão, o senador Eduardo Braga (MDB-AM) pede o indiciamento do governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC) e do ex-secretário de Saúde do Estado Marcellus José Barroso Campêlo.
O blog obteve cópia do documento.
Braga é membro titular da CPI e vinha votando com o grupo majoritário da comissão, o chamado G7.
Mas ameaça não dar seu voto pela aprovação do texto final do relator Renan Calheiros caso os nomes do Amazonas não sejam incluídos na lista dos pedidos de indiciamento.
CPI: Eduardo Braga reivindica punição de responsáveis por colapso no Amazonas
Eduardo Braga é adversário político do atual governador e deve concorrer ao governo do Amazonas,
A divergência sobre o Amazonas foi o único ponto não apaziguado entre os senadores que formam a maioria de oposição ao governo federal.
Na última segunda-feira, antes da leitura do relatório final, os senadores se reuniram para debater mudanças no relatório final. Uma das mudanças em discussão era a proposta de indiciamento do presidente Jair Bolsonaro pelo crime de genocídio.
O argumento de Eduardo Braga pelos indiciamentos é a responsabilidade pelo caos na saúde do Amazonas e a crise da falta de oxigênio em janeiro deste ano.
O estado foi duramente afetado pela pandemia, tanto que a crise de oxigênio fez o Amazonas se tornar parte do escopo das investigações da CPI.
Ao longo da CPI, Braga e o presidente da comissão, Omar Aziz (PSD), ambos do Amazonas, discordaram sobre a convocação de autoridades do estado.
As divergências, que têm base em discordâncias politicas regionais, se repetiram na discussão do relatório final.

Curta ou Compartilhe esse anúncio
0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *