UTC não paga 1ª parcela de contribuição prevista em acordo que suspendeu processo contra ela no Cade

Views:
6

Parcela, que venceu em dezembro, se refere a contribuição no valor de R$ 139,1 milhões. Empreiteira, investigada na Lava Jato, pode voltar a responder aos processos no Cade. O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) informou nesta terça-feira (27) que a UTC Engenharia, uma das empressa envolvidas na Lava Jato, deixou de pagar a primeira parcela de uma contribuição de R$ 139,1 milhões pela participação em cartéis em obras da Petrobras e da usina nuclear de Angra 3.
A parcela – cujo valor não foi informado pelo Cade – deveria ter sido paga em dezembro de 2017. Por conta da inadimplência, nesta terça o Tribunal do conselho aprovou a abertura de um procedimento contra a UTC.
O pagamento da contribuição está previsto em acordo firmada entre o Cade e a empreiteira em janeiro de 2017 no âmbito das investigações da Operação Lava Jato. Além da multa, a UTC também se comprometeu a interromper as práticas irregulares descobertas na investigação. Em troca, o conselho suspendeu processos administrativos contra a empresa.
Em nota, o Cade informou que a UTC chegou a pedir a prorrogação do prazo para pagamento da parcela vencida em dezembro, o que foi negada. A empreiteira terá agora 10 dias para justificar o atraso.
Ao final do procedimento aberto nesta quarta, o Cade pode declarar que a UTC descumpriu integralmente o acordo firmado com o conselho em 2017. Se isso ocorrer, a construtora volta a responder aos processos administrativos que estavam suspensos e será multada em R$ 200 mil.

Curta ou Compartilhe esse anúncio
0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *